DDGil - Empresa de Deditização, Desentupimento e Transporte de Resíduos

||Blog

O uso de inseticida pode ser mais perigoso que o escorpião
22/03/2019 / adminddgil

Utilizar inseticidas e venenos contra os aracnídeos pode até ser tentador, mas provavelmente vai acabar sendo mais um problema do que uma solução.

Durante o começo do verão, o interior de São Paulo vivenciou uma verdadeira infestação de escorpiões e foi essencial discutir os cuidados preventivos contra estes insetos (material completo aqui), mas outro ponto que requer uma atenção especial é o combate aos escorpiões com a utilização de veneno.

Quando se trata de insetos e bichos perigosos, a reação imediata da maioria das pessoas é simplesmente eliminar a ameaça assim que possível, muitas vezes utilizando-se de venenos e inseticidas. Porém, ao contrário de mosquitos e baratas, os inseticidas destinados ao uso contra escorpiões são muito mais potentes e nocivos, sendo sua comercialização limitada a empresas e estabelecimentos agrícolas.

Alguns casos possuem restrições ainda mais rigorosas, como a venda de substâncias fracionadas – isto é, concentradas e reembaladas em frascos menores –, que é expressamente proibida devido à sua alta toxicidade; mesmo algumas substâncias liberadas para o consumidor final exigem autorizações e cadastros para serem adquiridas legalmente.

Apesar de todas as limitações, diversos produtos controlados podem ser encontrados facilmente em sites de comércio e até mesmo em farmácias, o que representa um perigo para a população e pode inclusive oferecer riscos maiores do que o próprio veneno do escorpião.

Um dos efeitos adversos, seja por causa da própria substância (que muitas vezes é adulterada) ou por uma aplicação incorreta, é a ineficácia de sua utilização, resultando em frustração e desperdício financeiro. Além disso, quando utilizado de maneira errada, existe um grande risco de contaminar o ambiente com o veneno, representando um perigo a todos que o frequentarem.

Por isso, em vez de partir para o combate direto, optar por outras estratégias mais seguras sempre é o caminho correto. E quais seriam as formas mais eficazes de combater o escorpião? Como já dissemos anteriormente, a forma mais eficaz de limitar a proliferação de escorpiões é adotando medidas de prevenção, como evitar a acumulação de lixo e manter locais de risco sempre em boas condições de higiene.

Se por acaso as coisas saírem do controle e uma ação mais extrema for necessária, procure especialistas que realmente entendem do assunto. Na DDGIL, você conta com profissionais capacitados para ajudar você a garantir a saúde da sua família e manter sua residência sempre livre de pragas. Entre em contato com nossa equipe e previna-se!